Tribunal de Justiça inaugura posto do Juizado Especial na Arena da Baixada

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Miguel Kfouri Neto, inaugurou neste domingo (6) o posto do Juizado Especial na Arena da Baixada, em Curitiba. A solenidade de inauguração aconteceu antes da partida entre Atlético Paranaense e Paraná Clube. A instalação do Juizado na Arena é um exemplo de iniciativa que aproxima o Judiciário do povo. Quero parabenizar o desembargador Ivan Bortoleto, 2º vice-presidente do Tribunal e supervisor dos Juizados Especiais, pela iniciativa, afirmou.

O posto do Juizado na Arena é o primeiro a funcionar num estádio de futebol no Paraná. A objetivo é atender imediatamente casos de contravenções dentro e num raio de até 5 quilômetros do estádio, acabando com a impunidade e ajudando a reduzir a violência. Este é um momento muito espacial para o Judiciário e para o futebol paranaenses, disse o desembargador Ivan Bortoleto. Aqui esperamos que não haja problema. Havendo, se resolverá de imediato, de maneira a proporcionar a paz social, completou o desembargador Miguel Kfouri Neto.

Não foram registrados incidentes entre torcedores que tenham sido encaminhados ao posto do Juizado da Arena. O fato de o jogo ter praticamente uma só torcida, com apenas cerca 300 paranistas no público total de 12.249 torcedores explica a ausência de conflitos.

O próximo posto do Juizado Especial em estádio será instalado no Couto Pereira, antes da partida entre Coritiba e Atlético Paranaense, dia 20 de fevereiro.

Logo depois da solenidade de inauguração foi assinado convênio entre o Tribunal de Justiça, o Ministério Público e a Chácara Quatro Pinheiros, onde vivem 81 meninos que cometeram infrações ou estavam em situação de risco social. A Chácara fica em Mandirituba e vai receber torcedores condenados à prestação de serviços sociais.

Participaram da solenidade o 2º vice-presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Ivan Bortoleto; o corregedor-geral, desembargador Noeval Quadros; o corregedor da Justiça, Lauro Augusto Fabrício de Melo; o procurador-geral da Justiça do Paraná, Olympio de Sá Sotto Maior Neto; o secretário estadual da Segurança Pública, Reinaldo de Almeida Cesar Sobrinho; o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Aramis Serpa; e os presidentes do Coritiba Football Clube, Jair Cirino dos Santos, e do Paraná Clube, Aquilino Romani.

FONTE: Tribunal de Justiça do Paraná –  07 de Fevereiro de 2011, <http://www.jusbrasil.com.br/noticias/2555707/tribunal-de-justica-inaugura-posto-do-juizado-especial-na-arena-da-baixada&gt;

Anúncios
Esse post foi publicado em Reportagens e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s