Para consultoria, estádios terão de buscar fontes de receita após torneio

Se quiserem ter retorno do investimento em um prazo menos longo do que o previsto com as projeções de faturamento atuais, as arenas construídas para a Copa do Mundo de futebol de 2014 precisarão diversificar as receitas depois do torneio. A constatação está em estudo feito sobre o tema pela empresa de consultoria e auditoria BDO RCS.

A reportagem é de Rodrigo Pedroso e publicada pelo jornal Valor, 28-11-2011.

Os projetos atuais das arenas e o perfil dos gastos médios em um jogo fazem o retorno anual ficar abaixo do apresentado no mercado. A previsão da consultoria é que um estádio de R$ 700 milhões, por exemplo, possa gerar um faturamento bruto de R$ 140 milhões anuais, com lucro líquido de R$ 13,5 milhões. Em arenas mais caras, como o Maracanã e a Fonte Nova, a previsão de retorno é um pouco melhor. O estádio com custo médio de R$ 1 bilhão pode gerar R$ 202 milhões em receita bruta anual e R$ 20 milhões de lucro líquido, em média.

Como o custo dos ingressos não pode subir demais, sob risco de o público cair, a saída para aumentar o lucro líquido deve ser focada em quatro frentes de exploração: camarotes, restaurantes, espaços VIP e boxes especiais para empresas em dias de jogos; patrocínios e licenças, como “naming rights”, publicidade externa e interna e licenças de uso de restaurantes e bares na arena; aluguel do espaço para shows, feiras e eventos; e outras fontes de renda com o uso de hotéis, museu, lojas e complexos comerciais na parte externa do estádio.

De 2003 a 2010, a receita com bilheteria no mercado brasileiro aumentou 336%, passando de R$ 56 milhões para R$ 263 milhões. Em um cenário realista, a projeção do estudo é que o montante alcance R$ 430 milhões em 2014. Esse aumento, contudo, foi causado principalmente pelo acréscimo no preço médio das entradas para uma partida. Enquanto a média de público da Série A do Campeonato Brasileiro em 2005 foi de 13.630 torcedores por jogo, em 2010 ela pouco aumentou: 14.839. Ao mesmo tempo, o preço médio dos ingressos saltou de R$ 9,23 para R$ 20,57.

Anúncios
Esse post foi publicado em Artigos, copa 2014 e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s